Este blog está programado e paginado para Microsoft Internet Explorer. Noutros browsers, é natural alguma desconfiguração.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Ouvindo velhos contos ... à lareira e com sabores

Regressados de Vale de Espinho e do inferno em que as mãos criminosas lançaram o concelho, eu tinha encontrado casualmente na net uma iniciativa que me pareceu bastante interessante e original. Organizado
Retiro da Fraguinha, 3.10.2009
pelo grupo "Criar Raízes", de S. Pedro do Sul, em conjunto com o parque de campismo da Fraguinha, na Serra da Gralheira, de 3 a 5 de Outubro realizava-se o evento "Estória, História...: encontro de contadores, lareiras e sabores". O encontro parecia apelativo: prometia "contos, percursos pedestres, petiscos, vidas partilhadas... uma forma diferente de descobrir a serra". Há 15 anos que não acampávamos propriamente, em tenda; era uma oportunidade para reviver a experiência e participar naquele encontro.
E assim, naquele início de Outubro, rumámos à Gralheira. O parque da Fraguinha é um camping rural, em plena serra. Que bela localização e que bela envolvência ... não fossem as muitas eólicas nas redondezas, zumbindo dia e noite.
Vamos descamisar o milho, Manhouce, 3.10.2009
Que aberrante "plantação" povoa agora muitas das nossas serras! Energia limpa? Esse é um conto mal contado...
Com base na Fraguinha, as duas aldeias que receberam o evento foram Manhouce e Candal. Aldeias alcandoradas na serra, cheias de histórias e de tradições. E dando vida aos objectivos pretendidos, o conto veio de novo para a lareira, para o sítio onde nasceu, nas longas noites de frio e de chuva, à volta do lume, em casa das pessoas. A ideia era que os participantes descubrissem as aldeias e as suas gentes, ao circular de casa em casa para ouvir um contador diferente e provando nelas os sabores tradicionais; foram assim as noites dos dias 3 e 4. Mas também tivemos a oportunidade de aprender saberes de outrora, de escutar vozes que ecoam dos recantos da serra ... como a voz de Isabel Silvestre, que ouvimos num esplêndido concerto na igreja de Manhouce.
Candal ... pedras que falam...  4.10.2009
Em Manhouce participámos no labor tradicional do descamisar do milho. Em Candal reunimo-nos na eira, para ouvir velhas histórias de lobos e de homens. Foram sem dúvida três belos dias e um belo evento. Um único reparo, que aliás fiz à organização: os "contadores de histórias" poderiam (deveriam...) ter sido recrutados entre a população das aldeias, ou seus descendentes ou a elas ligados ... em vez de contadores "profissionais", convidados, contando histórias que levam para muitos cantos e recantos, histórias que nada têm portanto a ver com aquelas aldeias, serras e gentes. Poderia ser difícil ... mas seria um desafio.
(Pode ver o álbum de fotos completo nest link)

Entretanto, ainda em Setembro tínhamos participado com os Caminheiros Gaspar Correia em mais uns Chocalhos, em Alpedrinha e na Serra da Gardunha, ligando no sábado as barragens do Pisco e da Marateca. A 17 de Outubro foi a vez de uma caminhada ... surpresa... J. E a 7 de Novembro, com quase 2
Um novo Caminheiro... J  7.11.2009
anos ... o neto mais velho estreou-se nos Caminheiros... J! Numa caminhada alusiva a S. Martinho, entre o Sardoal e Andreus, o estreante fez parte do percurso ... na mochila para o efeito, às costas do avô e do pai... J. E a última jornada caminheira do ano foi em terras de Sicó, no dia 12 de Dezembro.
Mas pelos Santos tínhamos regressado a Vale de Espinho. No dia 28 de Outubro fui ver como estavam as "minhas" Fontes Lares ... e felizmente fiquei maravilhado. A natureza é pródiga e regeneradora! O cenário dantesco de dois meses antes, tinha-se felizmente alterado substancialmente.
As Fontes Lares voltaram à vida!  28.10.2009
Ainda durante essa curta estadia, no dia 31 participei numa caminhada organizada pela Associação Recreativa de Malcata, palmilhando à noite os velhos trilhos da serra, do Alízio ao geodésico do Homem e regressando a Malcata. E de 17 a 20 de Dezembro ... lá estaria de novo na "minha" Vale de Espinho... J!

E numa visita há muito pretendida, Florença recebeu-nos no final de Novembro, depois de um dia e meio em Barcelona. Mas além das cidades, esta jornada permitiu ainda conhecer um pouco das belas paisagens da Toscânia ... bem como um espectacular panorama aéreo dos Alpes, na viagem de regresso.
Sobrevoando os Alpes, 26.11.2009
3/09/2011

Sem comentários: