Este blog está programado e paginado para Microsoft Internet Explorer. Noutros browsers, é natural alguma desconfiguração.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 1996

"Raízes" de novo grupo de alunos ... na Tapada de Mafra e Serra d'Aire

Depois do périplo britânico, o Outono/Inverno de 1995/96 não foi muito rico em "aventuras": apenas três fins de semana autocaravanísticos, em Monte Gordo, em Setembro, em Tomar, em Novembro ... e em Santa Cruz, no Carnaval de 1996.
Mas o ano lectivo de 1995/96 trouxe-me de novo o contacto com alunos do 7º Ano de Escolaridade. Há anos que leccionava apenas secundário (10º ao 12º), mas em boa hora me surgiram estas duas turmas de mais jovenzinhos. Alguns ... foram meus alunos do 7º ao 12º ano! Muitos ... viveram várias "aventuras" comigo, da Tapada de Mafra ao Gerês, à Cordilheira Cantábrica, à Madeira e aos Açores! Como tantos outros grupos anteriores ... deixaram saudades!


É assim que, a 13 de Dezembro de 1995, regresso à Tapada de Mafra. Foi a primeira saída de campo das minhas duas turmas de 7º ano. Ante os olhos esbugalhados de quem nunca tinha visto nada de semelhante, logo se proporcionou ser uma das vezes em que vimos maior quantidade de gamos, javalis, e até veados! Menos de dois meses depois, em 7 de Fevereiro de 96, a Serra d'Aire e as Grutas de Mira de Aire complementaram a primeira abordagem de campo de uma "maltinha" que, salvo raríssimas excepções, nunca tinha saído de Sacavém, Catujal, Camarate...
Aquele dia 7 de Fevereiro foi um dia chuvoso ... não impedindo mesmo assim uma caminhada de cerca de 7 km, em que conduzi estes jovens pelos trilhos palmilhados 25 anos antes, descendo das grutas de Alvados ao vale de Alvados, até Zambujal de Alcaria. Era verdade: o "meu" velho Café da Bica ainda lá estava! Contei aos meus jovens pupilos algumas das "aventuras" vividas nos meus velhos tempos da Espeleologia. Como esses tempos estavam já longe no tempo! Como o dia estava chuvoso ... contei-lhes por exemplo o meu gélido fim de semana acampado naquela serra ... em Dezembro do longínquo ano de 1970.


Esta abordagem na Tapada de Mafra e na Serra de Aire criou realmente raízes que viriam a frutificar nos anos seguintes. Logo no 1º período do 8º ano ... a maioria destes alunos estavam comigo no Gerês! Mas antes ... havia uma "aventura açoreana" para viver com os que, no secundário, tinham ido já ao Alvão, a Montesinho, a Mérida e aos Pirenéus!
26 de Março de 2011

1 comentário:

Sérgio Cirino Silva disse...

Dos dois vídeos, o segundo é o meu favorito.